Em Contractual

Gerenciar um condomínio com sucesso não é tarefa fácil. Como pagam taxas de condomínio, os moradores têm grandes expectativas sobre como será administrado seu dinheiro. Além de determinar a alocação de fundos, também é responsabilidade do administrador manter as áreas comuns e decidir o que o proprietário pode ou não fazer com sua propriedade.

Você ouvirá muitas opiniões todos os dias e deve entender que nem todos ficarão felizes com suas decisões. Você só pode se esforçar para ser completo e justo com a gestão do condomínio.

Neste artigo, a Contractual vai dar algumas dicas de boas práticas para a gestão financeira do seu condomínio.

Identifique as principais áreas de responsabilidade

Primeiramente, com ajuda de parceiros e colaboração dos conselheiros, procure identificar as principais obrigações na administração do condomínio. Alguns dos mais comuns incluem:

• Manutenção de edifícios e piscinas
• Paisagismo
• Manutenção de salas de recreação e outros espaços comumente compartilhados
• Recolha de lixo e reciclagem
• Segurança do edifício
• Resposta de emergência a condições meteorológicas severas, tentativa de roubo, incêndio e outros eventos não planejados
• Responsabilizar proprietários de condomínios pelo cumprimento das regras da associação
• Resolução de reclamação
• Realização de reuniões mensais para a comunidade do condomínio
• Cobrando taxas de condomínio

Depois de ter uma compreensão clara de suas responsabilidades primárias, você pode avançar com um plano de gerenciamento de comunidade de condomínio.

Determine os fornecedores

Gerenciar uma comunidade de condomínio é uma tarefa muito difícil para você fazer sozinho. Você precisará da ajuda de parceiros externos para fornecer vários tipos de manutenção, como manutenção dos elevadores, jardinagem e até mesmo a questão de como sanar a inadimplência. Depois de analisar suas necessidades, se for o caso reúna orçamentos de várias empresas locais e contrate aquelas que podem fornecer a mais alta qualidade de serviço pelo preço que atendam suas expectativas. Se seus fornecedores não podem atender aos seus padrões, não hesite em substituí-los.

 

Tome seu tempo para criar o orçamento anual

Recomendamos que os síndicos de condomínios enviem uma pesquisa aos moradores durante o último trimestre do ano. Isso lhe dará bastante tempo para coletar os resultados e fazer o acompanhamento daqueles que não responderam.

Para garantir que o orçamento cubra todas as despesas necessárias, comece listando as maiores áreas de reparo, como a substituição do telhado. Em seguida, você poderá alocar montantes adequados para áreas como:

• Manutenção e / ou substituição do piso
• Pintura exterior
• Limpeza e manutenção geral
• Aquecimento, ar condicionado e ventilação
• Paisagismo
• Controle de pragas

Obviamente, essas são apenas algumas das áreas gerais de despesas que você precisa alocar em seu orçamento anual. Se você conhece outras pessoas, certifique-se de abrir espaço para elas. Você também precisará se preocupar em eventualmente arrecadar recursos (por meio de fundos específicos) visando socorrê-lo em casos de emergências.

Posts recentes

Deixe um comentário

Converse conosco
no whatsapp
dicas-para-o-condominio-enxugar-gastos